Planta medicinal é a espécie vegetal. Partes da planta é utilizada para aliviar ou curar enfermidades com base em seu uso na população ou comunidade.

Traduzindo Ciência Ep. 01 - Plantas Medicinais

O que são plantas medicinais artigo?

As plantas medicinais são aquelas que apresentam ação farmacológica, ou seja, ajudam na cura ou tratamento de várias doenças. As plantas medicinais são usadas há muito tempo por nossos antepassados e são conhecidas por terem um papel importante na cura e tratamento de algumas doenças.

O que são as plantas medicinais?

As plantas medicinais foram identificadas e usadas ao longo da história da humanidade, pois têm a capacidade de sintetizar uma grande variedade de compostos químicos que são utilizados para desempenhar ...

Quais os benefícios e malefícios que as plantas medicinais podem trazer?

As plantas medicinais são utilizadas a fim de curar diversos problemas de saúde, entretanto algumas podem provocar reações desagradáveis. Frequentemente utilizamos algumas plantas medicinais para tratamento de sintomas simples, como cólicas, dores de cabeça e até mesmo ressaca.

Quantos tipos de ervas medicinais existem?

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, há registro de 2.160 Unidades Básicas de Saúde que disponibilizam fitoterápicos ou plantas medicinais, sendo que 260 UBS disponibilizam planta in natura, 188 a droga vegetal, 333 o fitoterápico manipulado e 1.647 UBS disponibilizam o fitoterápico industrializado.

Qual a diferença de plantas medicinais e fitoterápicos?

“A diferença entre planta medicinal e fitoterápico reside na elaboração da planta para uma formulação específica, o que caracteriza um fitoterápico.”

O que são plantas Fitoterapicas?

Saúde e Bem-estar. Os fitoterápicos são produtos feitos exclusivamente de matéria-prima vegetal, que possuem seus efeitos comprovados, bem como seus riscos.

O que que é fitoterápico?

De acordo com a Anvisa, o medicamento fitoterápico é um remédio produzido a partir de vegetais ou plantas medicinais com alguma ação terapêutica. Eles também são caracterizados por dispor de um conjunto de princípios ativos que são conseguidos a partir de partes de plantas, como raízes, folhas e sementes.

Como fazer uma produção de ervas medicinais?

É recomendado plantar dois ou mais tipos de planta num mesmo recipiente, para que elas cresçam em sincronia e não adoeçam com tanta facilidade. As plantas devem estar localizadas em um espaço bem iluminado e seu solo deve ser fértil.

Quantas plantas medicinais existem no Brasil?

Mundialmente, existem aproximadamente 250,000 espécies de plantas vaculares e briófitas(Wilson, 1997). No Brasil se estima uma existência de cerca de 60,000 espécies de um total de mais de 155,000 reconhecidas entre as angiospermas tropicais(Prance, 1977; Giulietti & Forero, 1990).

Quais ervas medicinais não podem ser misturadas?

Uma pesquisa afirmou que a interação de algumas ervas com efeitos fitoterápicos, como o chá verde, chá de camomila e erva-de-São-João, podem causar danos nos rins, hemorragia, náusea, vômito, diarreia, problemas de saúde mental, convulsão e dor muscular.

Quais os problemas mais frequentes na análise de plantas medicinais?

A ausência de qualidade, a adulteração e a incorreta utilização, interferem na eficácia e até mesmo na segurança do produto(MELO et al., 2007).

Quem não pode tomar cura tudo?

Contraindicação – Grávidas, mulheres que estão amamentando, crianças menores de 12 anos, indivíduos com depressão ou doenças no fígado, como hepatite e icterícia.

O que são plantas condimentares?

Plantas condimentares: são utilizadas para dar sabor, aro- ma e cor aos alimentos, tanto na culinária caseira como na indústria.

O que é fitoterapia Anvisa?

São considerados medicamentos fitoterápicos os obtidos com emprego exclusivo de matérias-primas ativas vegetais. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que inclui na sua composição substâncias ativas isoladas, sintéticas ou naturais, nem as associações dessas com extratos vegetais.

Qual a diferença de fitoterápicos?

Já os fitoterápicos são definidos pela ANVISA como aqueles medicamentos obtidos com emprego exclusivo de matérias-primas ativas vegetais. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que inclui na sua composição substâncias ativas isoladas, sintéticas ou naturais, nem as associações dessas com extratos vegetais.